movimento nova cena

Mobilização leva artistas à Prefeitura

Posted on: 31/10/2011

matéria publicada no jornal Estado de Minas de 27 de outubro de 2011.
por Carolina Braga.
O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, reconheceu em reunião com representantes do Movimento Nova Cena, ontem, que a gestão da cultura na cidade está ineficiente. Ele convocou os artistas para ouvir, sem intermediários, a…s propostas e críticas que o setor tem frequentemente direcionado à atual administração. Durante duas horas, o líder do Executivo municipal debateu as demandas apresentadas pelos agentes culturais. De acordo com o ator Gustavo Bones, que esteve presente, mais que propor ações, Lacerda admitiu que a cultura na cidade até agora não recebeu o tratamento que merece. “Achei interessante porque a prefeitura reconheceu que a gestão não está boa, que o orçamento não é executado e que não existe uma política voltada para a área”, detalha o ator.

Além dele, estavam presentes a atriz Ângela Mourão; a produtora Aline Vila Real; o secretário municipal de governo, Josué Valadão; o assessor de imprensa, Régis Souto; o diretor de ação cultural da Fundação Municipal de Cultura, Rodrigo Barroso; e a presidente da entidade, Thais Pimentel. De acordo com Bones, o prefeito deu sinais de que pretende abrir o diálogo com o setor e que precisa estudar, com urgência, política cultural para BH. “Estamos aos 45 minutos do segundo tempo e o prefeito sabe disso”, comenta.

O Movimento Nova Cena entregou a Márcio Lacerda cinco documentos encaminhados anteriormente à fundação com críticas, sugestões e reflexões. “Agora, o que a gente espera é que a PBH se pronuncie. É a hora de repensarem, reestruturarem e depois se pronunciarem. Quais serão os conceitos que vão gerir a administração? Qual a noção que têm de cultura?”, questiona Bones.

Como se tratava de reunião marcada pelo gabinete do prefeito, Thais Pimentel foi convocada e respondeu ao que foi questionado. “Não houve nada muito novo em relação ao que foi apresentado na audiência pública de março. O prefeito ouviu com muita atenção”, diz. Embora ainda não tenha tido tempo de reunir sua equipe para dar o encaminhamento às indagações apresentadas diante do prefeito, ela garante que as ponderações serão analisadas e respondidas.

Os agentes culturais saíram do encontro com a esperança de que, a partir de 2012, a execução orçamentária da Fundação Municipal de Cultura aumente. Segundo dados levantados pelo movimento, em 2010, do total destinado ao órgão no orçamento anual, apenas 61% foram gastos. Além disso, embora a previsão orçamentária do município para o ano que vem tenha sido enviada para a Câmara Municipal com corte de 18% no montante total dos recursos, o Nova Cena já comemora a aprovação da emenda que destina R$ 11 milhões para o Fundo Municipal de Cultura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

outubro 2011
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

siga @novacena no twitter

%d blogueiros gostam disto: